Ativista Ana Vitória vai participar na Cimeira do Clima da Juventude da ONU em Nova Iorque

Membro da comunidade Portuguesa, Ana Vitória foi recentemente aceite para participar na primeira Cimeira Mundial da Juventude da ONU em Nova Iorque no sábado, 21 de setembro. O evento histórico será uma plataforma para jovens líderes que estão a dirigir a acção climática. mostrar suas soluções nas Nações Unidas e envolver-se de forma significativa com os tomadores de decisão na questão que define o nosso tempo. Será o maior encontro de jovens líderes climáticos da ONU na história.

Mais de 7.000 jovens entre 18 e 29 anos participaram na Cimeira do Clima Jovem. Ana Vitória foi uma das 500 centenas de jovens de todo o mundo selecionadas para participar depois de demonstrar o seu compromisso em enfrentar a crise climática e demonstrar liderança na promoção de soluções.

A Cúpula do Clima para Jovens contará com um dia inteiro de programação que reunirá jovens ativistas, inovadores, empreendedores e criadores de mudanças que estão comprometidos em combater as mudanças climáticas no ritmo e escala necessários para enfrentar o desafio. Será ação orientada, intergeracional e inclusiva, com representação igual de jovens líderes de todas as esferas da vida.

“Os jovens estão a mostrar o caminho para a ação climática”, disse o enviado especial para a Cúpula da Ação Climática de 2019, Luis Alfonso de Alba. “Estou ansioso para que jovens líderes climáticos de todo o mundo ocupem o seu lugar de direito no cenário global e participem deste momento histórico.”
A ativista e ecodesigner Ana Vitoria começou sua jornada em 2018, quando visitou Bali na Indonésia. Ao participar na limpeza de praia Kuta em Bali, percebeu que os problemas ambientais causados pelo homem eram muito mais graves do que imaginava.

Voltou a Lisboa e usou todas as ferramentas que tinha ao seu alcance e criou um canal de Youtube para falar de forma descomplicada sobre meio ambiente e atingir mais pessoas. Este projeto online ganhou diversos adeptos, tornou-se um site e chegou até Lisboa, cidade onde Ana mora hoje. Chama-se hoje Mais Planeta (www.maislpaneta.com), uma plataforma de educação ambiental criativa focada no que o indivíduo pode fazer para solucionar a crise ambiental. Ana também trabalha com Ecodesign, uma vertente do design que foca na sustentabilidade a longo prazo, o nome do seu studio de eco&biodesign é Atelier Caravela. (www.ateliercaravela.com)
Neste ano de 2019, Ana decidiu reinventar-se e seguir seu propósito de vida: ser educadora ambiental, levando conhecimento a empresas, organizações, pessoas por meio dos seus produtos, workshops e palestras.
Ana percebeu que o problema dos plásticos, era apenas a ponta do iceberg.

Viu também que existiam poucas informações “cativantes” sobre meio ambiente em Portugal. Percebeu que as mulheres, principais afetadas pelas mudanças climáticas, não tinham tanto acesso a questões ambientais, que por vezes estavam ligadas aos seu hábitos de consumo.
Passou portanto a criar materiais educativos principalmente focados em como mulheres e meninas podem fazer a diferença, mudando pequenos hábitos.

Ana também fala muito sobre o poder do indivíduo e do cidadão, tocando em temáticas como consumo consciente no seu blog, e como ela mesma diz:
“Cada euro, é um voto , temos que nos lembrar disso toda vez que abrimos a
carteira, temos que nos lembrar quais empresas estamos financiando e quemundo queremos daqui a 30, 40 anos – podemos criar impacto local hoje as-sim que financiamos marcas que concordamos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here