“Gostava de começar por dizer que é normal terem medo de mudar. Mas a mudança para o veganismo foi …” – Olena Starodubets

Entrevista por : Afonso Marques | Weggan de Junho 2019

Subscrever a Revista Weggan gratuitamente para sempre

Onde passaste a tua infância?

Morava no campo com a minha avó e mais de 95% das minhas refeições eram à base de vegetais. Talvez comesse ovos, por vezes, das galinhas que tínhamos em casa, e talvez comêssemos carne 5 ou 6 vezes por ano, mas, na altura, não sabia o que era o vegetarianismo. Eu nasci com alguns problemas de saúde. Estive mais de 6 meses internada no hospital depois de nascer e mesmo a minha infância foi passada no hospital.

O que fazes atualmente?

Trabalhei em hotelaria durante 12 anos, mesmo depois de criar o meu canal no Youtube. Só há pouco tempo é que comecei a dedicar-me apenas ao fitness, ao Youtube e a motivar as pessoas. Vivo mesmo o meu sonho. Foi difícil decidir fazer esta mudança. Quando decidi, não dormi a noite toda. Mas percebi que o meu hobbie dava-me muito mais gosto que o meu trabalho, e resolvi aplicar as horas que passava a trabalhar no meu canal. Felizmente, graças aos meus seguidores, fui ganhando confiança. E com muito sacrifício chegamos até aqui.

Como foi a mudança para o veganismo?

Gostava de começar por dizer que é normal as pessoas terem medo de mudar. Mas a minha mudança para o veganismo foi uma das melhores decisões que fiz. A nível pessoal é quase como nascer de novo. Eu era muito negativa na minha vida e com este estilo de vida encontrei a minha paz. A nível físico, sempre tive muitas alergias. Tomava comprimidos todos os dias por causa disso. Um dia, o meu marido mostrou-me um documentário chamado “What The Health” e já não consegui comer mais nada. Até filmei um vídeo sobre a mudança mas não coloquei online.

A saúde foi uma das causas para pensares no veganismo?

Sim, foi a porta que me abriu o veganismo. Agora abraço todo o estilo de vida, desde a alimentação ao ambiente. Temos de respeitar aquilo que temos. Eu sou muito defensora da nossa saúde, de cuidarmos de nós, de investirmos em nós. Se não formos saudáveis não vamos conseguir defender as nossas causas.

Tens algum animal?

Sim, tenho um gatinho.

Alguma vez te aconteceu algo desagradável desde que és vegana?

Quando alguém diz que ama os animais e logo a seguir vês a pessoa a comer carne. Isso está errado! Se realmente amas animais tens de colocar todos os animais no mesmo sítio, não se pode amar um gato e comer um porco. Existe uma ligação aos animais de companhia e temos de quebrar isso ao mostrar que todos os animais têm os mesmos direitos.

Tens feito muitas competições e saído vencedora. Achas que as pessoas se revêem em ti?

Eu acredito que podemos liderar as pessoas pelo exemplo. Sendo do ramo do fitness, mantendo a boa forma e ganhando muita massa muscular quebramos aqueles mitos da proteína, da massa muscular. Com este pensamento pretendemos que as pessoas se questionem e que, posteriormente, consigamos chegar ao coração delas.

Queres motivar as pessoas. Porquê?

Eu já tive uma parte escura na vida, sofri bullying na Ucrânia e em Portugal, já vivi sem motivação e sem objetivos. Felizmente, e com muita ajuda do meu marido, consegui dar a volta, consegui criar uma nova mentalidade e, por isso, usar aquilo que passei para tentar que as pessoas não passem pelo mesmo. Gostava de ser a pessoa com quem tu podes contar se precisares de te sentir bem. Quero passar uma boa atitude, uma boa energia. Se temos de dizer algo sobre alguém, que seja positivo. As pessoas têm de se valorizar, temos de gostar de nós. Por exemplo, muita gente usa a desculpa de não ser vegano porque em casa ninguém o é, eu acho que isso é uma coisa boa porque podes ser o exemplo para a tua família, é a tua vez de liderar.

Houve algum momento importante na tua vida?

O momento em que fui para o ginásio, em 2011. Lá encontrei duas paixões: o meu marido, que sempre me ajudou e motivou, e o fitness.

Estás quase com um milhão de subscritores no Youtube. Tens alguma surpresa para nós?

Sim, quando chegar ao milhão vou fazer um vídeo para mostrar a história da minha vida, ficando as coisas más que me fizeram chegar aqui.

O que achas dos teus resultados nas competições?

Eu já treino há 8 anos e esta temporada participei em várias competições, foi a minha época de estreia, em Portugal. Fui campeã 4 vezes sendo 100% vegana. Neste momento, talvez seja uma das únicas atletas do mundo vegana e natural que já ganhou uma competição. Muitas pessoas dizem que é impossível ter o meu físico e ser natural, acreditem que não.

O veganismo ajudou na tua performance?

Sim, ganhei massa muscular. A minha pele está muito melhor e mais bonita.

Qual é o teu lema?

O teu sonho é como uma semente, tens de a colocar na terra e cuidar dela para que um dia te dê frutos.

O que queres dizer ao leitores da Weggan?

Vocês são capazes, seja do que for. Vão ter de suar e de fazer alguns sacrifícios mas tudo é possível. Acreditem nos vossos sonhos e sejam felizes. Go Vegan.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here